Marvel: vivos, mortos e desaparecidos continuam voltando! (SPOILER ALERT!!!)

E até que nem tá tão ruim como pode parecer.

0
71

Heróis não deveriam morrer. Ou pelo menos não da maneira banal como as editoras mainstream têm feito nos dias de hoje. Um herói que “morre” e volta num momento épico salvando o dia e chutando bundas é sempre uma história legal, diferente daquele enfado de o herói morto voltar na hora do jantar, igual novela mexicana. Por isso que estes retornos e pseudo retornos estão sendo meio enfadonhos. Mas alguns são intrigantes, afinal!

Alguém que está em muitos lugares ao mesmo tempo?

O fato é que alguns heróis (e vilões) mortos, ou supostamente mortos, vão dar as caras novamente na Marvel, ainda que estejam ou não em suas versões originais, ou sejam meras lembranças (ou deslocamentos temporais, alternativos, etc). É o caso de Jamie Madrox, mais conhecido como Homem-Múltiplo, que faz uma estranha aparição ainda jovem na segunda edição de A Ressurreição de Fênix, escrita por Matthew Rosenberg e desenhada por Carlos Pacheco.

Provavelmente são ilusões criadas pela Força Fênix, mas sabe-se lá as consequências disso!
Provavelmente são ilusões criadas pela Força Fênix, mas sabe-se lá as consequências disso!

Se morri duas vezes, posso morrer uma terceira?

Vale lembrar dos estranhos “retornos” ocorridos em Phoenix Resurrection #1, tais como o duas vezes falecido Seamus Mallencamp e o falecido Wolverine, no “classicão” uniforme azul e amarelo.  Ambos não pareciam ser de fato os originais retornando, pois seus comportamentos não batiam. Caso bem claro dos soldados do Clube do Inferno, confrontados pelos X-Men.

Quem foi que disse que só se vive uma vez? Essa é minha terceira!
Quem foi que disse que só se vive uma vez? Essa é minha terceira!
Velho e Jovem Logan frente a frente, mas não é o mesmo Logan, é?
Velho e Jovem Logan frente a frente, mas não é o mesmo Logan, é?

Família e Amigos!

Outros retornos já parecem mais “críveis”, ainda que desconfiemos da Força Fênix por trás de tudo: Scott Summers, os pais de Jean Grey, uma Annie Richardson já adulta (Annie faleceu ainda na infância de Jean, em um acidente) e Sean Cassidy, o Banshee; além, claro, de uma nova Jean Grey trabalhando como atendente de lanchonete (a jovem Jean morreu em Jean Grey #10 e apenas o fantasma da Jean adulta estava por ali).

Deuses piedosos, esses desenhistas meia boca hoje e dia não sabem nem desenhar a cara de um homem apaixonado? Esse robô aí sei não...
Deuses piedosos, esses desenhistas meia boca hoje em dia não sabem nem desenhar a cara de um homem apaixonado? Esse robô aí sei não…
Não podíamos ficar de fora dessa loucura, né?
Não podíamos ficar de fora dessa loucura, né?
A aparição mais intrigante de todas: Annie, que morreu na infância surge viva como adulta!
A aparição mais intrigante de todas: Annie, que morreu na infância, surge viva como adulta!
Banshee, velhão, como é bom te ver de novo, mesmo que seja nessa chatice de lanchonete!
Banshee, velhão, como é bom te ver de novo, mesmo que seja nessa chatice de lanchonete!

Um grande vilão de volta (ou mais de um)!

Em Phoenix Resurrection #2, além de alguns estranhos “retornos”, também podemos ver sendo estabelecida uma sincronia na linha de tempo com a série da jovem Jean Grey em Astonishing X-Men. Além de Madrox, outro estranho retorno é o de um homem chamado Erik, surgindo como cliente da lanchonete da nova duplicata de Jean Gray.

Mais um rosto conhecido e este parece ter bastante intimidade!
Mais um rosto conhecido, e este parece ter bastante intimidade!

Como se não bastasse, o cozinheiro desta lanchonete é ninguém menos que um homem chamado John (ninguém menos que Pyro, cujo nome é St. John Allerdyce). Já tivemos o retorno do Professor X no corpo de Fantomex no início de Dezembro, não esqueçam!

A referência "não queime desta vez" foi sensacional!
A referência “não queime desta vez” foi sensacional!

O mais intrigante é que, de repente, o tal Erik some da lanchonete e um Magneto muito mauzão com seu traje antigo surge para enfrentar os X-Men. Aparentemente, este Magneto não reconhece alguns dos X-Men. Após ele ser derrotado, desaparece misteriosamente e  Erik reaparece na lanchonete da Jean.

Vamos mastigar uns X-Men por aqui hoje?
Vamos mastigar uns X-Men por aqui hoje?

Os desdobramentos ainda devem render nas duas edições que se seguem, e terão sua conclusão em Jean Grey#10. Até lá, vamos assistir o que a Marvel vai fazer e torcer para que a partir de Legacy eles parem de banalizar tanto a morte e volta de personagens (sonhar é de graça). Phoenix Resurrection #3 deve trazer mais retornos (hahaha) e estará disponível para venda a partir de 10 de janeiro.

Deixe uma resposta